Arsae-MG participa das reuniões das Câmaras Técnicas da Abar

Especialistas de todo país se encontraram para discutir diversos temas relacionados à regulação; Equipe da Agência falou sobre o planejamento dos grupos para este ano, normas de referência e tarifas

 

A diretora-geral da Arsae-MG, Laura Serrano, o diretor Samuel Barbi, o gerente de Informações Operacionais, Otávio Hamdan e a gerente de Informações Econômicas, Ivana Porto, participaram da primeira rodada de reuniões das Câmaras Técnicas de 2024 da Associação Brasileira de Agências Reguladoras (Abar), que terminou na sexta-feira, 22/03. A diretora-geral da Arsae-MG é a coordenadora do bloco de Água e Esgoto da CTSan, a Câmara Técnica de Saneamento Básico, Recursos Hídricos e Saúde. As Câmaras Técnicas da Abar são grupos de discussão técnica sobre assuntos relacionados à regulação e são compostas pelos servidores das agências reguladoras associadas.

 

Laura Serrano compôs a mesa de abertura da CTSan e falou no painel inicial sobre o Planejamento dos Grupos Técnicos da CTSan para 2024. Samuel Barbi é coordenador do Grupo de Indicadores e também abordou o planejamento do grupo para o ano, que envolve contribuições e debates sobre as Normas de Referência (NRs) da ANA, interlocução com o governo federal, monitoramento da metodologia Acertar, realização da segunda série de webinars Jornada do Saneamento, dentre outras ações. O diretor da Arsae-MG também moderou a mesa sobre indicadores. Houve debate com o Ministério das Cidades e a ANA sobre pontos de aprimoramento necessários na NR de Indicadores e adaptações necessárias ao SNIS/SINISA. O gerente de Informações Operacionais, Otávio Handam, fez a apresentação inicial, demonstrando a liderança da Arsae-MG neste processo e a colaboração das demais agências conveniadas com a Abar. Samuel também foi convidado a compor a mesa do Grupo de Trabalho Tarifas e comentar sobre os efeitos da Reforma Tributária sobre o setor de saneamento, em especial, sobre os contratos, tarifas e investimentos.

 

Para o diretor, a troca de experiências entre as agências gera resultados que propiciam a melhoria do ambiente regulatório. “Inovação e bom desempenho dependem da interação entre pessoas. Quando temos oportunidade de trocar ideias com pessoas que lidam com problemas similares aos nossos, enxergamos diferentes caminhos para a solução. Dessa incubadora de ideias que é a CTSan da Abar surgiram grandes projetos na Arsae-MG que nos tornaram uma agência extremamente reconhecida. Esses ambientes de interação têm que ser fortemente encorajados, pois são eles que impulsionam nossos resultados”.

 

Os encontros aconteceram na Assembleia Legislativa do Estado de Goiás (Alego), em Goiânia, de forma híbrida. Laura Serrano e Ivana Porto participaram por videoconferência e Samuel Barbi e Otávio Handam de forma presencial. Representantes das 72 agências reguladoras associadas à Abar discutiram aspectos técnicos da regulação de setores que movem a infraestrutura brasileira, como petróleo e gás, saneamento, transportes, energia elétrica, além de temas ligados ao funcionamento dos órgãos: governança, controle social, ouvidoria e comunicação.

 

Fotos: João Pedro Duarte, Hágabe Carvalho, Danilo Araújo

Skip to content