Arsae-MG implementa processo de Gestão da Inovação

Agência vai criar um Banco de Ideias com iniciativas inovadoras dos servidores

 

Com o intuito de organizar uma estrutura para captar, analisar, desenvolver e colocar em prática as ideias dos servidores, de forma a transformá-las em inovações, a Arsae-MG está implementando o processo de Gestão da Inovação. De acordo com o diretor da Arsae-MG e coordenador do Comitê de Inovação, Stefani Matos, o processo foi desenhado pelo Comitê como forma de disseminar e aprimorar a cultura da inovação. “O objetivo é que qualquer servidor tenha a possibilidade de encaminhar ideias que possam ser utilizadas dentro do âmbito de atuação da Agência, bem como acompanhar e participar de todo seu processo de análise, desenvolvimento e implementação”, explica.

O processo de gestão da inovação funcionará da seguinte forma: quando o servidor tiver alguma ideia que possa contribuir para os trabalhos da Agência ele poderá preencher um formulário de Ideias disponibilizado pelo Comitê. A ideia é inserida em um Banco de Ideias, que estará sempre disponível para consulta de todos. Em seguida ela passa pelas etapas de seleção e priorização, que irão definir se a ideia seguirá naquele momento para as etapas de desenvolvimento e implementação ou se ficará na prateleira. O autor será sempre envolvido em todas as etapas do processo e será possível a qualquer servidor consultar o status da ideia no Painel de Gestão da Inovação.

Para a analista Fiscal e de Regulação Vanessa Pessoa, a Arsae-MG já possui em seu DNA a cultura da inovação. No entanto, até então, não existia uma estrutura organizada. “Todos nós nascemos com a capacidade de imaginar, que envolve criar soluções para resolver problemas, para enfrentar desafios ou para gerar oportunidades, nos tornando seres criativos. Mas, no contexto de uma organização como a Arsae-MG, precisamos canalizar a nossa criatividade para os desafios, problemas e oportunidades que permeiam os trabalhos desenvolvidos dentro da Agência. Sendo assim, o processo de gestão da inovação se torna de fundamental importância para estruturar, formalizar e democratizar o processo de inovação”, esclarece.

Para o diretor Stefani Matos, os benefícios da criação do processo de Gestão da Inovação são diversos. Por um lado, os servidores terão ainda mais liberdade para realizar sugestões e participar do planejamento de ações, além de poder acompanhar com extrema transparência todas as etapas do processo. Por outro, a Arsae-MG pode ser beneficiada pelo aumento de produtividade, diminuição de custos e por contar com servidores mais valorizados e participativos, resultando em maior qualidade na prestação de serviços. “Ao estabelecer um canal específico para a apresentação de ideias, creio que em pouco tempo teremos um portfólio relevante de iniciativas inovadoras que resultarão, em última instância, em uma melhoria da qualidade de vida para a população de Minas Gerais”, destaca.

Comitê de Inovação

A Arsae-MG publicou, no dia 16/09/20, a Portaria Arsae nº 201/2020, instituindo a criação do Comitê de Inovação. O grupo de trabalho, composto por servidores de diversas áreas da Arsae-MG, tem o objetivo estratégico de incorporar inovações tecnológicas e gerenciais em toda a Agência.

O Comitê criou um Plano de Inovação da Arsae-MG, cujo objetivo é propor um conjunto de projetos e ações de incentivo à inovação no âmbito da Agência, para o período de 2020-2021, que contribua para a superação dos desafios relacionados à disseminação e aprimoramento contínuo da cultura da inovação na autarquia. A criação e implantação do processo contínuo de Gestão da Inovação na Arsae-MG é uma das ações propostas pelo grupo.

Assessoria de Comunicação da Arsae-MG

ascom@arsae.mg.gov.br

Skip to content