igam1

A convite do IGAM (Instituto Mineiro de Gestão das Águas), a diretora da Arsae-MG Camila Silveira Carvalho participou do Encontro Água em Nossas Vidas e mediou a roda de conversa “Água, Saúde e Direitos Humanos”. O evento aconteceu nos dias 28 e 29/06, no Museu Mineiro.

Participaram dos debates o pesquisador da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) em Minas Gerais e relator da Organização das Nações Unidas (ONU) para o Direito Humano à Água e Saneamento, professor Léo Heller, a diretora da Vigilância de Alimentos da Secretaria de Estado da Saúde (SEE), Ângela Ferreira Vieira e o gerente da Divisão de Qualidade e Controle Laboratorial da Copasa, Airis Antônio Horta.

O pesquisador Léo Heller lembrou a todos que, desde 2010, a Assembleia Geral das Nações Unidas, por meio da Resolução A/RES/64/292, declarou a água limpa e segura e o saneamento um direito humano essencial para a vida das pessoas. “Isso implica que os governos passaram a ter obrigações legais, com base nos princípios fundamentais dos direitos humanos”, disse.

Ele frisou, também, que oito anos depois dessa garantia, isso ainda não está bem enquadrado. “Essa garantia significa fornecer água à população, acessível fisicamente como também economicamente. Nesse caso, não se poderia negar água a quem não tem condições de arcar com esse custo e é papel dos prestadores oferecer ao pobre a condição de acesso a esse serviço tão essencial, assim como o acesso ao esgotamento sanitário e à disposição adequada dos esgotos”, afirmou.

igam2

O evento é uma iniciativa do Igam com o apoio da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Agrário (Seda), da Secretaria de Estado da Cultura (SEC), da Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig), da Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa) e do Conselho de Regional de Engenharia e Agronomia de Minas Gerais (Crea-MG). A cobertura completa está no site do Igam.

Lançamento do aplicativo DH-Minas

Durante a abertura foi lançado o Sistema DH-Minas – disponibilidade Hídrica para o Estado de Minas Gerais. O sistema, desenvolvido por profissionais da Universidade Federal de Viçosa (UFV) e do Instituto Federal Sudeste de Minas, foi apresentado pelos professores Fernando Falco Pruski da UFV e José Rui Castro de Souza do Instituto Federal.

Informações e fotos: Ascom Sisema